sexta-feira, 27 de fevereiro de 2015

Meus medos

E o medo da sorte
Da dor
Ou da morte
Afasta o sorriso
Tira o teu brilho
Reluz a tristeza
E debruça na mesa
O puro desejo
De querer viver

Nenhum comentário: