terça-feira, 11 de novembro de 2014

O enredo da vida

E a vida é este enredo
De puro medo
Que assombra adultos
E diverte as crianças

É um absurdo 
Contagiante
Que fere um peito
E alegra outro adiante

É a vida
Que canta bonito
Nos quatro cantos
Da minha poesia

Nenhum comentário: