quinta-feira, 16 de outubro de 2014

O Terno

Cadê o terno
desenhado em cadernos
do colegial?

Está no corpo
de quem não sente
sequer piedade
do meu manequim

Cadê o terno
de cor amarelo
com verde esplendor
de ordem e progresso?

Está na cadeira
de um gabinete
escondendo dinheiro
e roubando de mim

Nenhum comentário: