quinta-feira, 16 de outubro de 2014

O soldado e o moço

Eu vi um moço
Num baita alvoroço
Vendendo pão
Pinga e queijo

Vi quando o soldado
Rude e armado
Acudiu o moço
Daquele sufoco

Vi Teresinha
Roubar a pinga
E Manoel passar o chapéu
No queijo do moço

Restou o pão
O moço e o soldado
Num só alvoroço
Lamentando o roubo

Nenhum comentário: