quinta-feira, 23 de outubro de 2014

Era um bicho

Nunca terreno
mas sempre na terra
um óvni escondido
uma flor que não morre

um anjo com caudas
de susto enrustido
de pele escura
distante da vida

causo de morte

tiro ao alvo
noite esquecidamundo de sorte


homem em apuros
sangue que escorre
cravo que dança
rosa que sofre

fim da verdade
tudo acabou
diga o que queres
por que nesta eu já vou

Nenhum comentário: