quinta-feira, 3 de julho de 2014

Iara

Eu quero ser livre
e morar com você

No odor da rosa
enxergar o teu caminho
e na beira mar delirar de prazer

Eu quero ser anjo
e num quebra cabeças
deixar de existir
morrer na tristeza
da tarde vazia
e na manhã seguinte ressurgir

Quero ver-te vestida
com cores da mata
soltar o teu cinto na tarde que cai
ter medo do escuro que nada amedronta
olhar da janela
e sonhar um pouco mais

Preciso ter-te, Iara



Nenhum comentário: