quarta-feira, 2 de julho de 2014

Catarina

Morra Catarina!
Eu não sei quem é você
morra todo mundo afora
é você quem vai morrer

Sofra Catarina!
Sofra de amor por mim
quero ver-te no desespero
morra para outro ser nascer

Peça, Catarina!
Peça só um gole d'água
seu destino é o inferno
Catarina pede a morte

Seja, Catarina!
Como um grão jogado fora
de um feijão todo bichento
uma dor que nunca morre

Morra, Catarina!
morra de inveja
brote nova Catarina
force o amor que nunca nasce

Deixe, Catarina!
Deixe, Catarina!
Esqueça, Catarina!
Morra, Catarina!



Nenhum comentário: