terça-feira, 1 de julho de 2014

Ainda criança

não toque mais em meus lábios
rosas só quando eu morrer
eu ainda era criança
mas seu desamor me fez crescer

eu vou seguir
eu vou sentir a falta de seu abraço
hoje eu vou sair pra o meio do mato
pra esquecer o calor do teu abraço

não toque os meus lábios
pois eu tocarei os teus
eu ainda quero ser como criança
pois a luz dos teus olhos se chama eu

vá mas me mostre o segredo
mostre me o que o teu colo sabe me dar
mostre me a grandeza do selo perdido
o desejo que a cama soube guardar

saia logo da minha casa
venha pra mim ou vou te buscar
me tome em teus braços pedaço de vida
encante a criança que adora te amar

fique por mais um instante
este meu medo há de passar
transpire comigo essa busca sedenta
esqueça a criança que quer te odiar

Nenhum comentário: