sábado, 28 de junho de 2014

É Poesia

o vento do mar
sopra a areia
lixa as pernas
arde a costela
e endurece o calor
que torra a pele
com o sal do mar

não tem rima
é improviso
eu escrevendo

é poesia!

Nenhum comentário: