quinta-feira, 17 de abril de 2014

A Primavera

Neva lá fora
e a fogueira aqui assopra
tornando tão lentas
as minhas batidas
nas seis cordas
deste violão
que morre
a espera de uma canção.
Explode mundo
a primavera brotou
no seio da minha existência
e gritante está
aos quatro ventos
que tudo mudou.
Pássaros voam
sóis se espalham
flores exalam o perfume
da canção de amor

Nenhum comentário: