sexta-feira, 19 de outubro de 2012

O amor de Ana

não negue-me um beijo
sorria pra mim
palavras machucam, eu sei
não se despeça assim

decida o seu próximo passo
posso não voltar aqui
nosso futuro é o que você decidir
a nossa história só vai até ali

ignorar pode ser tudo
até quando a opção for chorar
este mundo pode ser nosso
ou pode desabar

não se perca
podemos não mais nos encontrar
e se eu faltar, engula teu choro
grite o que você não quis soar