quinta-feira, 30 de agosto de 2012

o poder do beijo

eu não vou ler mil poemas
palavras não unem nós dois
beije-me e deiixe o silêncio
habitar este nosso depois

beije-me e esqueça este mundo
o mundo eu não sei pra onde foi
meus lábios tão frios aquece
os lábios de quem me beijou

volte e toque os meus lábios
o mundo fugiu de nós dois
minha face se perde no espelho
meu corpo só vive nós dois

traga existência ao seu mundo
o nosso só existe a dois
tire dos lábios a mão tão sedenta
e relembre este beijo depois