sábado, 18 de fevereiro de 2012

confuso

quando menino ainda não sabia
que levantar as seis
sentar em qualquer lugar
guardar um nome consigo
andar falando sozinho
faz parte da vida

até o cão amigo
que outrora comigo
lambia minha face
deixando restrito
o quanto eu sofria
também partiu
a procura de abrigo
e sabia disso

eu vou atrás do meu cão
vou correr contra o tempo
esqueça o que eu disse
estou a beira de um lago
perdi o meu mundo
são sete da manhã
e estou aqui falando sozinho

Nenhum comentário: