sexta-feira, 4 de novembro de 2011

um só caminho

e eu continuo a vagar
trilhando outras rotas
andando vou por este caminho
sempre na pele daquele menino
sorrindo a tristeza
que assola o meu dia

ando este mundo de encantos
de cantos e esquinas
de pranto e pura miséria
a saudar o que eu tanto odeio
a abraçar meus velhos parceiros
construindo amores em uma só vida

continuo a escrever minhas cartas
escondendo dos outros quem sou eu
cumprindo meus momentos
sejam eles com risos alegres
ou choro constante
continuo a trilhar meu caminho

Nenhum comentário: