sexta-feira, 30 de setembro de 2011

detalhes

uma curva
um só silêncio
eu e meu violão
som meio ao desespero

tantos carros
várias miragens
uma mente vaga
sonha uma viagem

não sei onde estou
um piano está a tocar
a chuva me leva ao futuro
a noite não vai passar

estou distante
há detalhes em minhas lembranças
um poço onde as gotas caem lentamente
um vazio de esperança

Nenhum comentário: