quinta-feira, 18 de agosto de 2011

um tumor no deserto

estou num deserto
estou a sua procura
menina já extinta
remédio pra minha cura

estou à alguns passos
a uma variante de ti
este sol mui escaldante
diz que você está aqui

passo horas
horas sentado aqui
dias em meus momentos
eternidade que não vivi

há uma chance
uma verdade pra o existir
posso morrer sem voce
mas não te deixo partir

Nenhum comentário: