sexta-feira, 19 de agosto de 2011

obrigado por me amar

sou grato a ti
grato as bondades favorecidas
de quando o mundo ainda era nosso
grato ao que fizeste por mim

sou grato as suas misérias de adeus
quando a conversa parecia não terminar
suas tolices me ensinou a chorar
obrigado por me deixar

sou grato as nossas fotos
você me ensinou a construir
mais um capítulo da tal história
que um telefonema dizia à mim

gratidão a ti
o mundo também vai acabar
fui eterno até aqui
até onde pude durar

menina grata
seu choro é uma rosa a despedaçar
eterno inferno de brasas
obrigado por me amar

Nenhum comentário: