segunda-feira, 29 de agosto de 2011

menina que não nasceu

em um minuto
com poucas palavras
com mil pensamentos
num triste sorriso
você partiu

sei que isso passa
uma brisa quer me alertar
que tudo depende de mim
que a estrada esconde segredos
e se começou vai terminar

eu queria a criança
aquela que não se assenta aqui
que não mora nos quadros da juventude
não viveu de poses frente a uma câmera
mas um sorriso a faz existir

eu vou chorar
minha criança precisa existir
do outro lado existe uma ponte
alguém parece me olhar
uma menina a me fotografar


Nenhum comentário: