quinta-feira, 28 de julho de 2011

rima-mos

se tudo rimasse
nada eu teria
o som era lógica
não tinha poesia

tudo se entrega
ao som do debate
formando a poesia
música e arte

o amor sem sucesso
depende da rima
e sem construção
é o que se qeria

rimo as palavras
mas morro de dó
a arte vai embora
e me sobra o pó


Nenhum comentário: