sexta-feira, 22 de julho de 2011

mundo meu mundo

eu posso
também quero ver
quero encontrar a moeda perdida
o que o pirata quis esconder

sou feito essa estrada
mas sem visão a prvilegiar
me enxergo de onde quero existir
só tenho a visão e não posso andar

queria o meu mundo
algo esquisito como o que escrevi
mas seria estranho alguém entender
a utopia onde sempre vivi

vivi mas sem me ver
foi só um mundo onde pude sonhar
nada é contrário enquanto eu escrevo
crio uma casa onde posso morar

casa onde estou
onde você não pode chegar
crie o seu mundo e viva sonhando
as letras criou meu devido lugar

Nenhum comentário: