segunda-feira, 4 de julho de 2011

macro micro

morre uma semente
nasce um galho torto
sol que mata gente
galho, galho podre

terra de misérias
mundo de horror
fruto já sem gosto
acabou o amor

vendas de tijelas
tijelas de maldade
vidro pra cortar
poço de saudade

onde não
onde sim
onde tudo e nada
já chegou o fim


Nenhum comentário: