sábado, 4 de junho de 2011

Serra pelada

canta sabiá!
serra pelada não morreu
canta a vida no garimpo
não me conte quem morreu

morra garimpeiro!
seja de fome ou de dor
entre meio o formigueiro
que o kilate abandonou

rola pedra abaixo!
vai buscar quem não desceu
durma junto aqueles corpos
que são feitos como o meu

vai fazer serra pelada!
vai morrer essa gentada
é dali que se extrai
e não volta nunca mais

Nenhum comentário: