quarta-feira, 1 de junho de 2011

adeus

eu já sei
não precisa esconder
foi só uma jura de elo perfeito
o que não vimos acontecer

somos donos de nós mesmo
temos que fazer uma escolha valer
somos escravos do nosso silêncio
temos quem queremos ter

eu sei, não precisa explicar
foi ilusão acreditar ter você
viva feliz, este é o meu voto
errar na escolha pode acontecer

ainda sou aquele seu amigo
ainda posso te ouvir com todo prazer
pode contar dos teus monstros valentes
este meu carinho não vai te perder

foi só um jogo proibido
juntos tentamos fazer acontecer
esqueça a ideia de vivermos juntinhos
eu vou lutar pra tentar te esquecer

Um comentário:

purezas D'alma disse...

olá galera! muito obrigado pelo carinho. à todos brasileiros e estrangeiros, que têm invadido o blog a procura disso: de poesia, de vida. não tenho nomes, mas é a todos vocês que me privilegiam com suas visitas, que são toques de carinho e demonstração de amor pela arte de escrever. amo vocês...